Segunda-feira, 4 de Agosto de 2008

Hoje apetece-me falar de saudade.

 

Hoje apetece-me falar de saudade, não sei porque mas sei que me apetece..


Dizem que a palavra saudade é quase exclusiva da língua portuguesa, saudade é nostalgia é uma lembrança carinhosa de alguém especial que está ausente ou que partiu, também se pode ter saudade de um bem ou de um “tempo” saudade pode englobar tantas coisas..


Saudades pode ser uma mistura de sentimentos, de amor, amizade, perda, dor sei lá.. Hoje tenho saudades, nem sei de que mas tenho.


Saudades do tempo em que sonhava com o “hoje” que tinha objectivos para cumprir, metas que me propus a mim mesma, lembro-me que comprar a casa ( x) e o carro (y) eram uma das minhas/nossas .. Metas, e as primeiras férias fora do pais… era quase um sonho.


Também tinha metade da idade que tenho hoje, mas tenho saudades de sonhar com o “hoje”


Saudades de alguém que não conversamos há imenso tempo, o Rui… tantas conversas, horas e horas que conversamos, rimos, choramos, falamos de tudo…lembro-me quanto a opinião do Rui era importante, era das primeiras pessoas com quem falava quando tinha duvidas, um amigo de verdade, que saudades das nossas conversas que se foram perdendo no tempo.


Saudades da Isa que já não vejo a imenso tempo, o tempo pode trazer saudades podemos falar todas as semanas por telefone e ate pela internet mas faz-me falta matar saudades fisicamente. New York não é propriamente ali ao virar da esquina… a próxima visita tem que ser tua, (deves-me uma).


Saudades da nossa primeira viagem, porque? Porque fomos felizes, éramos dois miúdos, tudo era novo, um admirável mundo novo.


Saudades do amor, do tempo em que nada tinha importância o facto de estarmos juntos apagava qualquer dúvida, tantas certezas, tantas…, nós: vamos fazer, ter, conseguir, alcançar nunca existia margem para dúvidas.


Saudades do amor cego sem dúvidas. Saudades de não notar os teus defeitos nem tu os meus, ou, se existiam eram pormenores sem a mínima importância que até lhes achávamos graça.


Saudades de mim….Que me perdi algures numa curva qualquer do nosso caminho, saudades de ti, que também cresceste em outras direcções. Mas a vida é mesmo assim não é? Saudades do tempo que discutíamos e era bom fazer as pazes, saudades, saudades, saudades…

 

Saudades dos teus bilhetinhos deixados ao acaso pela casa.

“Veste uma roupa que eu nunca vi, um perfume que nunca senti e vem encontra-me no sítio tal…..”

 

Onde foi que deixamos ficar aqueles dois sonhadores?


Raiva da tua passividade que não me consigas ver... Ver como realmente sou e não como me imaginas, e não te apercebes de como tudo nos pode fugir por entre os dedos.


Saudades do que ainda quero viver, quero sonhar, errar, cair para me voltar a levantar, saudades do que ainda vamos viver juntos (porque acredito nisso), namorar, amar…


Saudades escondidas no armário no meio de roupas velhas
Saudades de viver

 

 

Já tinha escrito isto há algum tempo num outro lado... Hoje deu-me saudades.

"este é pessoal"

 

escrito por Divine às 21:54

link do post | diz.. | se gostas adicionar
|
14 comentários:
De samueldabo a 5 de Agosto de 2008 às 00:32
Divine.
Mas que saudades...amiga! Ainda és uma jovem e este texto, que quero crer tão de dentro de ti, tão pormenorizado nos sentimentos de uma mulher nobre, mas terrena, franca para consigo própria, leva-me a pensar que estás no fim de uma etapa.
É como se tivesses atingido a maioridade que tanto ambicionaste. Fases uma pausa de uma vivência célere, muito preenchida de momentos de felicidade.
Olhas para trás, quando tudo eram ainda rosas por descobrir. E eu penso que é necessária essa reflexão que fazes, esse sentir de saudades de ti. É salutar. É um sinal de novos e exaltantes momentos de felicidade que vais viver.
Este texto está um mimo de ti para nós, que sentimos saudades de ti quando estás ausente por breves momentos.
Beijos e
De Divine a 5 de Agosto de 2008 às 10:13
Bom dia Samuel

São bocadinhos de mim acho que a única coisa que coloquei aqui no blog que é meu ou fala directamente de mim.
Se te dissesse que não fui muito muito feliz estava a mentir.
Fui muito feliz e acho que os melhores momentos foram os que não tinha nada a não ser uma grande mão cheia de sonhos.
A vida segue o seu curso e tudo muda... Vamos trilhando novos caminhos e até nos afastamos, mas é a vida que é mesmo assim nada é perfeito nem a chama é terna.
Já tenho uns anitos de vida em comum, vinte e sete par ser exacta. e digo-te por experiencia que a vida nos leva a viver cada fase de uma maneira diferente. O amor não acaba mas transforma-se.
Pode ser um amor sereno, cúmplice, amizade, seja lá o que for ainda vale a pena continua juntos pela mesma estrada.
Mas estou eu para aqui a ensinar o padre-nosso ao vigário..:)
Tu tens de certeza uns anitos mais de pratica nessa matéria.
Beijoca e bom dia
De samueldabo a 5 de Agosto de 2008 às 12:43
Divine.
Deixo-me ficar, os olhos semi cerrados, queria ouvir de ti as palavras, estabelecer contacto com as imagens, estar por dentro dos sonhos, daqueles que acordada ainda anseias por realizar.
E é uma sensação de beleza, ouvir-te, em bocadinhos de ti, ternos de ti.
Quero dizer-te que também olho o começo das etapas, agora que o tempo me permite. E sinto ternura nas imagens. Quero vivê-las de novo.
O amor tem diferentes sabores e cheiros. Que vão mudando. Saber que não nos cheiramos, quero dizer, o nosso cheiro que chega ao nosso parceiro, muda. O dele que nos chega, também muda. Vamos ter que nos adaptarmos a esse sentimento de mudança. Fazermos por amar esses novos cheiros.
Eu sou louco dos cheiros.
Há cheiros que me inibem. Outros que me excitam.
E já não falo dos que se colam ao corpo, falo dos naturais, dos nossos, genuínos de nós.
Muitas pessoas não dão a devida importância. Calam as reacções provocadas, que se acumulam e chegam ao ponto de não poder suportar os novos cheiros.
Imagino que seja um suplício.
Feliz de mim, neste aspecto, que amo todos os cheiros com que vivo desde então.
Beijinhos
De Divine a 5 de Agosto de 2008 às 16:34
Curiosamente também acho o "cheiro" tão importante como o toque.
Mas tudo muda e para se manter um amor temos que nos adaptar a novos cheiros e gostos.

Algumas vezes acho piada a convicção com que algumas pessoas falam da vida e do "amor" parecem cheios de certezas...

E afinal não existem certezas absolutas.

Beijos
De samueldabo a 5 de Agosto de 2008 às 17:25
Divine.
Sorriso meu. Mas o esforço tem de ser mútuo. Senão, há um que fica frustrado.
Fico contente, por esta partilha de realidades, porque quero querer que não estás a ser simpática simplesmente.
As pessoas que falam com mais certezas são as mais frustradas, é a minha convicção.
Mas sabemos que há de todos os géneros de gostos, têm é de ser compatíveis.
Se um casal gosta do cheiro a suor de dias, se ambos gostam desse cheiro um do outro, não tenho nada a dizer. Eu gosto de cheiros naturais, em corpos suficientemente lavados.
Eu, por exemplo, nunca seria um violador, até hoje. O gritar da pessoa seria suficiente para me inibir a erecção. Um simples miar da gata ( maldita gata, risos) e lá se vai o macho latino. Mas há quem goste de gritos, de pancadas, de sorvetes espalhados pelo corpo.
Se achares que a conversa está fora do âmbito do blog, corta-a.
Beijocas
De Divine a 5 de Agosto de 2008 às 17:21
Sinceramente estou a adorar a interacção no blog..
Mas já me sinto baralhada e perdida
Acho que vou criar um aqui mesmo a tertúlia o que vos parece?
De samueldabo a 5 de Agosto de 2008 às 17:26
Divine.
Lá se vai a tua tarde de trabalho. Por mim, força.
Beijo
De Divine a 5 de Agosto de 2008 às 17:29
OK ,
Tens que me enviar o teu Email par te poder convidar como autor aguardo:)
Beijo
De romanesco a 5 de Agosto de 2008 às 17:49

Divine. Pode ser este?
romanesco@sapo.pt

Beijo


De Divine a 5 de Agosto de 2008 às 17:53
O blog está criado.
vais lá e onde diz participe neste blog tu proprio Colocas os dados e eu depois aceito;)

Beijo
De LittleStar ♥ a 5 de Agosto de 2008 às 18:48
Lindo texto... saudades... um sentimento q faz parte de nos.
Saudades d um momento, de uma pessoa, de um cheiro, de um lugar (....) Saudades!

Bjinho
De Divine a 6 de Agosto de 2008 às 10:57
E como é bom ter saudades..
Podemos ter saudades de tanta coisa até de nós próprios:)
Beijoca
De madura a 6 de Agosto de 2008 às 03:20
Querida amiga.
li toda a vossa conversa sobre este assunto "saudade" e realmente não é por acaso que às vezes tenho uma visão negativa da vida, pois não sei o que é ter saudade da maior parte daquilo que tu tens.

A minha única saudade e muito sentida é do dia do nascimento das minhas filhas.essas sim, serão eternas" Quanto ao resto....

Mas fico contente por ti, é sinal que o passado foi muito importante para ti.

Bj muito grande
De Divine a 6 de Agosto de 2008 às 10:59
Bom dia amiga

Um dia da caça outro do caçador,.. Não é o que dizem?

Acredito que também par ti melhores dias viram. A esperança é a última que nos deve abandonar..

Beijocas

Comentar post

eXTReMe Tracker

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.sonhos e fragrâncias

. A escolha é sua

. Quando se revela

. Voltaste

. Voltar

. Hoje

. Questão de gosto!

. És uma lição de vida

. Passos

. Caminhos

. Desejo

.suaves aromas

. Abril 2014

. Julho 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.divinos

. É A HORA DE LIBERTARES A...

.links


.últ. comentários

Mulher maduraIvone Boechat (autora)Esse ar puro ox...
O maior elogio ao autor é dar-lhe o crédito de aut...
MULHER MADURAIvone Boechat (autora)Esse ar puro ox...
Por favor, conte-me quanto dinheiro já perdeu porq...
MULHER MADURAIvone Boechat (autora) Esse ar puro ...
A autora de Mulher Madura sou eu: Ivone Boechat
Mulher madura Ivone Boechat Esse ar...
Meu texto MULHER MADURA aparece aqui com a assinat...
No seu perfil, você postou meu texto SOU MULHER na...
Você postou meu texto SOU MULHER como anônimo no s...

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds